Minhas impressões (MI-18/2017): Uma noite inesquecível - Lisa Kleypas #RomEpocaArqueiro

Amo, amo, amo!!!! Eu amo Lisa Kleypas... e romances de época... e claro não foi diferente com este livro que trouxe para vocês, hoje.


Sinopse


Compre na Amazon Brasil


Minhas impressões

Uma noite inesquecível é um livro menor, com uma história de um dos irmãos de Lillian e Daisy, mais um americano que os ingleses não vêm com bons olhos... mas Rafe Bowman chega à Inglaterra para passar o Natal com a família e amigos, e seu pai já está com um casamento arranjado com Lady Natalie Blandford.

"- Lillian - disse Annabelle, enrolando cuidadosamente uma fita -, por que seu irmão concordou em se encontrar com lady Natalie e os Blandfords? Está mesmo pronto para se casar? Ele precisa do dinheiro ou quer agradar seu pai?
- Não tenho certeza - respondeu Lillian. - Não acho que seja por dinheiro. Rafe fez fortuna com especulações em Wall Street, algumas ligeiramente inescrupulosas. Suspeito que ele possa enfim ter se cansado de entrar em desavença com papai. Ou talvez... - Ela hesitou, e sua expressão se tornou um pouco sombria." posição 5%

Quando as quatro amigas, dos livros da Série Quatro Estações do Amor, Annabelle, Lillian, Evie e Daisy resolvem ajudar Rafe e convidam a dama de companhia, Srta Hannah Appleton, da 'futura noiva' para saber um pouco mais sobre Natalie, eles descobrem uma mulher jovem e inteligente, que mexe com os sentidos e sentimentos de Rafe...

"Rafe sabia que deveria estar agradecido pela visita da velha futriqueira, mas só queria mesmo era conseguir arrancar dela, depressa, as informações que desejava para que pudessem logo dispensá-la.
Olhou sem interesse quando a Srta Appleton entrou. Ela usava um vestido azul sem graça e bem-feito que se via nas criadas mais importantes.
(...) E sentiu uma pontada de surpresa ao ver que ela era jovem, e não passava da idade de Daisy." posição 11%


A irritação que Hannah e Rafe provocam um no outro é tão grande quanto a atração que eles sentem, imediatamente, e Rafe sabe como provocar os sentidos e sentimentos de Hannah... e é bem complicado já que a prima, Natalie, deverá se casar com o homem que desperta nela tantas coisas...

"Ele tinha a pele bronzeada de um homem que passava muito tempo ao ar livro, e o queixo raspado mostrava o indício de uma barba espessa. Em resumo, era uma criatura excessivamente masculina. Nem um pouco adequado para Natalie sob nenhum aspecto." posição 12%


A prima Natalie é uma menina chata e muito irritante, acha que tem todos os homens a seu bel prazer, INSUPORTÁVEL!

"- Bem, eu certamente não vou pensar em noivado sem descobrir se ele beija bem. - Os olhos de Natalie se estreitaram. - Não me aborreça, Hannah, deixe-nos em paz." posição 45%

Lisa Kleypas nos mostra um pouco de cada um dos casais principais dos livros anteriores, o que está acontecendo na vida deles e faz isso, sem perder o foco do casal principal deste livro. Coloca as amigas sendo amiga de Hannah e a ajudando a se declarar para Rafe e descobrir se o amor é correspondido.

"- Conte a ele - disse Evie baixinho.
Hannah respirou fundo, trêmula, olhando para as quatro. Elas formavam um grupo peculiar, todas tão inteligentes e belas, mas... diferentes. Hannah tinha a sensação de que essas mulheres encorajavam as excentricidades uma das outras e apreciavam suas diferenças. Qualquer coisa poderia ser dita entre elas, e, seja lá o que fosse, elas aceitariam e perdoariam." posição 84%

Eu preciso dizer que eu queria mais livro... mais sobre o casal principal e sobre os nossos casais anteriores...


Próximos livros de Lisa Kleypas pela Arqueiro... quero logo!!!!

Amazon Day - 30 horas de ofertas e frete grátis - CORRE!!!! Até as 23:59 de 11 de julho 2017

CORRE!!!! Até as 23:59 de 11 de julho 2017







http://amzn.to/2u6ZRlc



Tem Box de Harry Potter (capas novas) por R$149,90

Minhas impressões (MI-17/2017): Volúpia de veludo - Loretta Chase #AsModistas03

Eu realmente amo Romances de época... adoro uma boa série passada em uma época tão linda... como eu gostaria de me vestir com um dos vestidos da Maison Noirot.
A Série:

  1. Silk Is For Seduction - Sedução da Seda - Marcelline e Duque de Clevedon
  2. Scandal Wears Satin - Escândalo de Cetim - Sophia e Conde de Longmore
  3. Vixen in Velvet - Volúpia de Veludo - Leonie e Marquês de Lisburne
  4. Dukes Prefer Blondes - Romance entre Rendas - Clara

Sinopse


Compre na Amazon BR



Minhas impressões

Leonie Noirot é a caçula das irmãs Noirot, a ruiva, a que sabe lidar com números como ninguém, aquela que administra a Maison Noirot maravilhosamente bem... com o casamento das irmãs, a ausência forçada de Sophia de Londres, por causa  do escândalo com Madame Veirrion (Escandâlo de cetim) e a gravidez de Marcelline, Leonie está quase sozinha para conquistar novas clientes. E é por isso que Leonie está na British Institution, completamente absorta, tentando decifrar os sentimentos contidos na tela 'Vênus e Marte' de Botticelli, quando se encontra com o próprio deus Marte...

"Um estrondo, súbito como um trovão, interrompeu a paz do ambiente.
Ela deu um pulo e cambaleou para trás.
Bateu em uma parede que não deveria estar lá.
Não, não era uma parede.
Era algo grande, quente e vivo.
Tinha cheiro de homem: loção de barbear, goma e lã. Mãos masculinas e enluvadas, que tocaram seus ombros com leveza e a colocaram de volta na posição vertical, confirmaram essa impressão.
Ela se virou depressa e ergueu os olhos - olhou bem para ele.
Ah, Deus." posição 1%

O Marquês de Lisburne, Simon Blair, viveu no exterior ao longo dos últimos cinco ou seis anos, e estava acompanhando o primo, o visconde de Swanton à Inglaterra... Swanton é um poeta que está fazendo muito sucesso entre as mulheres inglesas, e está fazendo uma declamação de suas poesias na British Institution e Leonie vai lá para se encontrar com possíveis novas clientes... ela coloca os negócios em todos os lugares de sua vida. O Marquês se encanta com Leonie desde o primeiro encontro e o encanto, e atração só fazem aumentar à medida que vai conhecendo a modista...

"Ele até poderia voltar. Que mais tinha para fazer em Londres, a não ser manter Swanton longe de problemas com jovens que desmaiam ao seu redor? Embora fosse adulto, teoricamente capaz de tomar conta de si mesmo, o poeta tinha uma tendência a ficar distraído. Isso o tornava presa fácil de mulheres desagradáveis, como Alda, a filha de lady Bartham.
Quanto à Srta. Leonie Noirot..." posição 20%


Um dos desafios da Maison Noirot atualmente é vestir Gladys Fairfax, uma das mulheres mais difíceis de transformar... e com vestidos fabulosos e conversas com Leonie, que consegue descobrir os pontos fracos e fortes de lady Gladys... vai acontecendo um pequeno milagre em Londres.

"- A senhorira vai se tornar motivo de piada. Seus negócios pagarão o preço. E minha prima Glady nunca ficará agradecida por nenhum esforço que a senhorita fizer por ela. Não irá agradecer por nenhum sacrifício de sua parte. O que ela fará é culpar a Maison Noirot por não ter realizado o impossível.
- O senhor me subestima. Não é o primeiro a fazê-lo." posição 25%

A relação de Leonie com o Marquês de Lisburne começa como uma amizade, passa para uma parceria (fizeram uma aposta e depois desvendaram um mistério) e vão se apaixonando...

"Ele tinha nos braços uma linda mulher, o cheiro dela era delicioso, ela era sensual e curvilínea e ele a desejara pelo que parecia ser uma eternidade, e havia desmanchado seus cabelos, que caíram em uma cascata de ondas sobre seus ombros e costas." posição 52%


Adorei o casal, adorei o casal secundário, os novos personagens... o romance de Leonie e Lisburne é encantador.

"As irmãs se levantaram, com o mesmo movimento perturbador, e todo o salão começou a murmurar - com especulações, admiração, inveja e diversos outros sentimentos.
Lisburne não fazia parte dos murmúrios. Ficou emudecido e paralisado. O que acontecera a ele acontecera em seu interior, onde seu âmago parecia vibrar como as cordas de um violoncelo.
Ela estava tão linda que ele poderia ter caído em lágrimas.
Era uma poesia viva." posição 85%


Já estou ansiosa pelo próximo livro... que será a conclusão da Série As Modistas, apesar de ser a história de Lady Clara Fairfax... que já conhecemos desde o primeiro livro e é uma linda e encantadora e forte mulher.



Não gosto muito quando as traduções são feitas por tradutores diferentes e parecem que apesar de ser um segundo ou terceiro livro, os tradutores não procuram saber como foram feitas as traduções de nomes... no caso desta série, a segunda Noirot é Sophia nos dois primeiros livros e neste livro é Sophy... mas o que descobri é que os livros foram traduzidos pela mesma tradutora 😲😲😲😲 porque esta mudança no terceiro livro?

Minhas impressões (MI-16/2017): A casa do lago - Kate Morton

Olá pessoal, quanto tempo!!!! Correria pouca é bobagem... dá para perceber pela distância entre resenhas aqui no blog, né? Eu nunca demorei tanto para ler um livro bom, ops, um livro ótimo, como demorei para ler 'A Casa do lago' mas realmente a correria tem sido grande e dormi várias vezes com meu Kindle ao lado...


Sinopse

Compre na Amazon BR


Minhas impressões

Este foi o primeiro livro de Kate Morton que li... estou impressionada!!!!

No início tive um pouco de dificuldade para me envolver na história, o livro tem um vai e volta de datas, épocas, personagens, que pode dificultar o entendimento, talvez por eu estar muito cansada isso tenha me prejudicado um pouco no início, mas depois o livro é tão envolvente que é difícil parar de ler para fazer as coisas da vida...

ESTA RESENHA PODE CONTER ALGUNS SPOILERS.

A Casa do lago é um livro de mistério... que envolve uma família, Os Edevane. Em junho de 1933, na noite do Solstício de verão, o filho caçula da família, o  bebê, Theo Edevane, some do quarto e nunca foi encontrado.

Em 2003, Sadie Sparrow, uma detetive da Polícia de Londres, após sofrer com um caso complicado e que por causa de sua intuição a colocou em uma situação difícil, resolve tirar umas 'férias' e visitar o avô Bertie, na Cornualha, ela se depara com A Casa do Lago... e com o mistério que envolve a casa... ela quer descobrir, desvendar, o crime... começa a pesquisar reportagens, livros e até entrar em contato com a herdeira da casa, Alice Edevane.

"Não devia ler os jornais. Deveria estar 'dando um tempo de tudo isso' enquanto se recompunha e esperava que as coisas em Londres esfriassem. Conselho de Donald. Ele tentava protegê-la de ter o nariz esfregado na própria estupidez, ela sabia disso, o que era típico dele, mas de fato era um pouco tarde demais." posição 5%

Alice Edevane, é a autora A. C. Edevane, uma best seller de suspense e que desde 1933 não volta à Cornualha...

"A. C. Edevane era uma das poucas escritoras de suspense que os policiais realmente liam e, além disso, era um patrimônio nacional. Quando Louise falara sobre a família Edevane e sua casa junto ao lago, Sadie não tinha feito a conexão. Naquele dia, porém, olhando para o cartaz pendurado acima da vitrine - AUTORA LOCAL PUBLICA SEU 50º LIVRO -,sentiu a emoção singular de dois elementos aparentemente desconectados se unindo." posição 12%

Sadie entra em contato com Alice tentando conversar com ela sobre o mistério do desaparecimento do irmão... mas Alice, com 86 anos, ainda sofre com o fato, e com culpas e remorsos e não sabe se será capaz de reviver o passado.

"- Uma criança desaparecida - continuou ele - na década de 1930. Uma propriedade na Cornualha, um caso nunca resolvido.
Até o dia de sua morte, Alice nunca conseguiria dizer com certeza se o cômodo ficou frio naquele momento devido a uma brisa repentina da charneca ou se era seu termostato interno, um banho de realidade, o passado a atingindo como uma onda que se recolhera havia muito tempo e esperava a maré virar. Porque, é claro, ela sabia exatamente do que tratava a carta - e não tinha nada a ver com os mistérios puramente inventados com que ela preenchia seus livros." posição 15%

O mistério da casa do lago deixa Sadie muito envolvida e ela procura até o detetive do caso, Clive Robinson, 90anos, que até hoje tenta entender e desvendar o caso, visto que este foi o primeiro caso de Clive...

"- Sabe, ela parou de voltar à casa durante a Segunda Guerra Mundial. Achei que fosse apenas a guerra, que tornou tudo uma confusão sangrenta, mas, mesmo depois, Eleanor Edevane nunca mais voltou. Eu me perguntava sobre ela às vezes, se tinha sido atingida por uma bomba. É uma coisa terrível de se dizer, mas a guerra era assim: todos nós nos acostumamos com as pessoas morrendo. É triste pensar que a casa ficou abandonada, mas fazia sentido que ela ficasse longe. Tanta morte e destruição, o tempo continuou se arrastando, seis longos e duros anos de guerra. O mundo era um lugar diferente quando terminou. Tinham se passado mais de onze anos desde que o menino desaparecera." posição 41%


A história do livro é feita de pequenas histórias, cada hora sobre 'o olhar' de um personagem, viajamos de 1933, a 2003, voltamos a 1914 e depois de volta a 2003 ou 1933 e por aí vai...

"Havia um banco de madeira na praça e Eleanor ficou satisfeita por encontrá-lo vazio. Sentou-se e passou uma meia hora tranquila observando as idas e vindas das pessoas da aldeia. Quando criança, Eleanor nunca tinha percebido quanto prazer um adulto poderia obter por simplesmente se sentar. A ausência de exigências e expectativas, de perguntas e conversas, era uma alegria verdadeira e simples." posição 69%

 
O livro é cheio de descrições, de fatos, mas é muito bem 'amarrado' e gostei, não, mais que isso, eu ADOREI, a história... um dos melhores mistérios que já li, na vida. Parabéns, Kate Morton e Editora Arqueiro por este maravilhoso livro!!!!!


Visite o site: acasadolago